DEUS É JOVEM

Orçar

Depois de O nome de Deus é Misericórdia, o novo livro oficial de Papa Francisco"Deus é jovem, é sempre novo."Testemunhando um Deus não só Pai - e Mãe, como já havia revelado João Paulo I - mas Filho, e por isso Irmão, a mensagem de libertação do Papa Francisco atravessa o presente e desenha o futuro, para renovar verdadeiramente a nossa sociedade. Com palavras memoráveis, o pontífice reivindica para as jovens gerações a centralidade, e os indica como protagonistas da história, retirando-os dasmargens nas quais durante muito tempo foram relegados: os grandesdescartados do nosso tempo inquieto são na verdade um reflexo da natureza de Deus, suas melhores características têm origem n´Ele e somente construindo uma ponte entre idosos e jovensserá possível dar vida àquela revolução da ternura de que todos temos profunda necessidade.No diálogo corajoso, íntimo e direto com Thomas Leoncini, Francisco se dirige não somente aos jovens de todo o mundo,dentro e fora da Igreja, mas também a todos os adultos que de diversas maneiras têm a tarefa de educar e de orientar na família, nas paróquias e dioceses, nas escolas, no mundo do trabalho, nas associações e nas mais diversas instituições.As suas reflexões enfrentam com força, sabedoriae paixão os grandes temas de hoje - dos mais íntimos aos mais ligadosà esfera social e pública -, articulando memórias pessoais, anotações teológicas e considerações pontuais e proféticas,sem fugir de nenhum desafio contemporâneo.Estas páginas têmo perfume do futuro e da esperança e, nas palavras do próprio pontífice, o Sínodo dos jovens 2018 é a ocasião ideal para compreendê-las e valorizá-las no seu significado mais profundo.

Descrição

Depois de O nome de Deus é Misericórdia, o novo livro oficial de Papa Francisco"Deus é jovem, é sempre novo."Testemunhando um Deus não só Pai - e Mãe, como já havia revelado João Paulo I - mas Filho, e por isso Irmão, a mensagem de libertação do Papa Francisco atravessa o presente e desenha o futuro, para renovar verdadeiramente a nossa sociedade. Com palavras memoráveis, o pontífice reivindica para as jovens gerações a centralidade, e os indica como protagonistas da história, retirando-os dasmargens nas quais durante muito tempo foram relegados: os grandesdescartados do nosso tempo inquieto são na verdade um reflexo da natureza de Deus, suas melhores características têm origem n´Ele e somente construindo uma ponte entre idosos e jovensserá possível dar vida àquela revolução da ternura de que todos temos profunda necessidade.No diálogo corajoso, íntimo e direto com Thomas Leoncini, Francisco se dirige não somente aos jovens de todo o mundo,dentro e fora da Igreja, mas também a todos os adultos que de diversas maneiras têm a tarefa de educar e de orientar na família, nas paróquias e dioceses, nas escolas, no mundo do trabalho, nas associações e nas mais diversas instituições.As suas reflexões enfrentam com força, sabedoriae paixão os grandes temas de hoje - dos mais íntimos aos mais ligadosà esfera social e pública -, articulando memórias pessoais, anotações teológicas e considerações pontuais e proféticas,sem fugir de nenhum desafio contemporâneo.Estas páginas têmo perfume do futuro e da esperança e, nas palavras do próprio pontífice, o Sínodo dos jovens 2018 é a ocasião ideal para compreendê-las e valorizá-las no seu significado mais profundo.

Desenvolvido Por: Emprimeiro Informatica. Todos os direitos resenvados